Skip to content

Lollapalooza Brasil 2014: Como foi os dois dias do festival

by em 8 de Abril de 2014
101_0327

O dia começou cedo em São Paulo, lá vamos nós pro maior festival de música da cidade, mais uma edição do Lollapalooza Brasil.

101_0315

Não adiantou muito madrugar do hotel, São Paulo estava um caos na manhã de sábado, pra quem resolveu ir de metrô até Interlagos e planejou chegar bem cedo pra ver Vespas Mandarinas, não deu certo (pessoal, vamos voltar pro Jockey). 

101_0320

Chegamos a tempo de ver o Red Oblivion tocando no palco Interlagos, alguns poucos minutos de show e precisamos andar, inclusive, acho que nunca andei tanto de um palco pro outro. No palco Skol, Capital Cities, um dos melhores shows daquela tarde de sol, super animados, e como muita gente esperava pelo Julian Casablancas que tocava logo em seguida, teve um público bom, parte positiva pra quem ainda não conhecia a banda e pôde se surpreender com o ótimo som dos caras.

Cage The Elephant tocava no palco mais distante de tudo em Interlagos, Palco Ônix, a banda que voltou mais uma vez no Lolla, fez um show animado, pena que não pude ver tudo, mais correria de volta pro Skol pra tentar ver Julian.

101_0332

Julian Casablancas sem Strokes, ainda tentando descobrir qual a necessidade disso, tudo bem que o show não foi tão broxante, mas quase ninguém conhecia as músicas do disco solo dele, ficou morno.

Segundo o que andam falando por aí, o Imagine Dragons fez o melhor show de sábado, acho que foi só pela agitação que a banda fez, o Capital Cities foi bem melhor. Tudo bem que todo mundo cantou, dançou, mas antes da última música terminar, aquela correria imensa pra ver a Lorde que já começava o show no Palco Interlagos, quase 1km de distância, ok, vamos correr.

1798057_627350137351860_1760698582_n

A dúvida entre ver Phoenix, que sou fá desde 2009, e Lorde, que mal conhecia mas tinha curtido a voz e achava que pudesse ser algo melhor ao vivo, o jeito foi ver metade de cada. Lorde não decepcionou, juntou 40 mil pessoal, metade do público daquele dia, mas faltou um palco melhor, a qualidade do som não estava tão boa, e ela com suas danças esquisitas, mas tudo bem. Quase 20 minutos pra tentar achar um lugar mais calmo e correr pro Phoenix, já havia perdido metade do show, e como eles mandam as melhores músicas logo no comecinho, chora. Depois de muita correria, o jeito foi descansar e esperar o Muse, enquanto rolava Nine Inch Nails lá no Ônix.

10173702_627477910672416_879241357_n

Tudo bem que o Matt estava meio doente, se esforçou, mas mesmo assim não conseguiu, achei o show do Muse fraco, e era o headliner de sábado. Mas ok, superei o trauma de ter perdido no Porão do Rock de 2008.

De 8 shows vistos no sábado, 4 pela metade, posso dizer que o melhor foi do Capital Cities, seguido de Cage, Phoenix, Muse e Imagine Dragons. Mas pensar que no mesmo dia ainda tocou Café Tacvba, Portugal the Man, Nine Inch Nails, Silva, Flux Pavilion e você perder, chora mais um pouco.

WP_20140406_063

No domingo o shows começaram por volta de meio-dia, bem mais tranquilo e já com a fila mais reduzida em relação ao mesmo horário no sábado, a entrada foi mais rápida. 

Logo na entrada, Brothers of Brazil, como nunca tinha visto o show de humor do Supla ao vivo, resolvi parar um pouco e esperar, ele todo empolgado e poucos fãs no local, mas foi até legal. A verdade é que o melhor show da tarde seria do Johnny Marr e o palco Ônix estava muito longe dalí, corre pra não perder nada. No caminho está o palco Skol e Raimundos tocando, deu pra ver umas 3 músicas na passagem e muita emoção em ver os caras no palco do Lollapalooza.

101_0377

Domingo, sol, São Paulo e Smiths, não precisava de mais nada, Johnny Marr, obrigado pelo show incrível. Além de mandar muitas do seu último disco lançado em 2013, ainda colocou todo mundo pra dançar com muitos hits do Smiths, produção, pode trazer de novo em 2015.

WP_20140406_086

Naquele mesmo palco, depois do Johnny Marr, seria a vez de umas das atrações mais esperadas por mim e pela metade do Lolla, Vampire Weekend, mas antes, Savages começava a tocar no palco Interlagos, corre. Enquanto isso, se no sábado Julian Casablancas sem Strokes não precisava, no domingo tocava Ellie Goulding, sem comentários.

As meninas no Savages sabem que são fodas e mandam o melhor que podem ao vivo, ver só metade do show não compensou, mas precisava de V.W completo. Dessa vez corre mesmo que já estava quase começando. Saí correndo literalmente e gastei 10 minutos do palco Interlagos até o Ônix, recorde, haha.

Sem dúvida o show mais animado de domingo, com direito a Ya Hey, merecia pelo menos mais 1 hora de Vampire Weekend naquele baile de indies. 

1975042_627936093959931_496615176_n

Logo em seguida seria a vez de ver Pixies, ainda bem que estava bem alí do lado. Era aniversário de Black Francis e a festa não poderia ser melhor, consegui um bom lugar e show completo também. Usei a desculpa de que Jake Bugg tocaria no no Interlagos pra ver o finalzinho do show do Pixies lá do alto, quando começam a tocar Here Comes Your Man e aquele público frenético com aquela visão incrível, inesquecível.

10154166_627971210623086_1995396544_n

A dúvida de novo entre Jake Bugg e Soundgarden e uma boa visão pro Arcade Fire. Poderia ter visto Chris Cornell pela primeira vez no Brasil, arrependi, mas o Bugg também valeu a pena. 

E quando você espera por anos o show de uma das suas bandas favoritas e de repente se vê alí aguardando por esse momento, o jeito foi correr pra bem perto do palco. O que dizer de Arcade Fire? Simplesmente surreal e incrível. A banda com nova turnê, show fantástico e animação total, sem falar do baile de máscaras dentro do Lollapalooza, só o Arcade mesmo.

10013875_628011823952358_1093981558_n

Do domingo faltou mesmo Soundgarden e New Order pra fechar melhor ainda, sendo que dos 12 shows programados consegui ver 9, 4 completos, saldo positivo.

Apesar de tudo o Autódromo de Interlagos não é tão ruim pra eventos desse porte, pena ser tão longe e a distância dos palcos com horários dos shows batendo foi a parte chata. Mas o Lollapalooza consegue ser bom mesmo assim.

Volto em 2015.

Capturar

From → Coberturas

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: