Skip to content
Tags

Dillo lança disco homônimo de inéditas

by em 10 de Julho de 2016

unnamed

São (quase) quatro décadas de vida; quatro anos sem lançar disco; e o quarto álbum vem aí. Talvez, o brasiliense Dillo viva a fase mais cabalística da sua trajetória musical, que teve início com o lançamento de CrocoDilloGang, em 2004. De lá pra cá, vieram mais dois álbuns autorais. Agora, ele retorna aos holofotes com Dillo (2016), um trabalho de 10 faixas, produzido por Diego Marx e lançado pela Rockin’Hood.

De verve pop, o disco traz diferentes sonoridades (saídas principalmente da guitarra, instrumento cativo do músico).  Mas as composições, autorais e irreverentes, são o que Dillo considera como o verdadeiro diferencial deste novo lançamento. 

Não à toa, Dillo escolheu uma composição que o acompanhou por dez anos para abrir o álbum. Trata-se de “Tempo Tido”. Finalizada recentemente, a música fala da soma absurda das palavras. E fechando o disco a faixa “Pena Que Se Acaba”, tem os vocais dividos com Frejat e André Gonzales, do Móveis Coloniais de Acaju.

Ouça:
Spotify
Deezer
Google Play
iTunes

Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: